Livro do congresso em fase de edição

A Comissão Organizadora já começou a informar os autores sobre o processo final de edição do livro que resulta do Congresso de Cibercultura 2016.

Depois de validados os textos pela Comissão Científica, os autores foram convidados a corrigir alguns pormenores tendo em vista a harmonização do livro, quanto a aspetos estéticos e à referenciação bibliográfica.

mari-helin-tuominen-38313

Vídeos do Congresso já disponíveis

Os vídeos do Congresso de Cibercultura já estão disponíveis no canal de YouTube do CECS – Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, da Universidade do Minho.
 
Nota importante: como foi oportunamente referido durante o evento, por questões técnicas não foi possível registar em vídeo todas as sessões. Apenas as que decorreram na Sala de Atos.
 
Para aceder aos vídeos: aqui.
youtube-img

Apoio à elaboração do texto final – apresentações dos participantes

Em resposta a diversas solicitações, publicamos aqui um conjunto de apresentações – em Power Point, PDF, Prezi – de alguns convidados e participantes. Contamos que a disponibilização destes materiais possa apoiar a elaboração do texto final, a submeter até 30 de novembro de 2016.

3475957_orig

Sessões Plenárias

António Machuco – Uma panorâmica da cibercultura: da cibernética ao pós-humanismo [aqui]

Lídia Oliveira – Hiperconexão: o pensamento na era da canibalização do tempo [aqui]

Luís Moniz Pereira – Cibercultura, simbiose e sincretismo [aqui] [link para o áudio]


Sessões Paralelas

Ana Marques da Silva – Ciberliteratura, automação e o panóptico digital [aqui]

Ana Melro & Lídia Oliveira – Comunidades de Inovação Social e Cibercultura: contributos para o desenvolvimento de territórios inteligentes [aqui]

Ana Paula Brandão – A Comissão Europeia e a Luta contra o Cibercrime: Da Mercantilização à Securitização? [aqui]

António Baía Reis – Realidade Virtual e Preconceito: o Jornalismo Imersivo enquanto dispositivo de consciencialização social e cultural [ficheiro com capacidade superior à suportada pelo sistema. Contactar a organização para solicitar o documento]

Bruno Ministro – Big Data e Cyberpunk: Utopias tecnológicas, distopias literárias [aqui]

Cecília Tomás – Desafios éticos da Internet das Coisas: em torno da Personalização na Educação [aqui]

Cristiane de Lima Barbosa & Monique Alencar – Mídias sociais e organização pública: Análise comparativa das estratégias de interação do Facebook da Prefeitura de Curitiba e Prefeitura de Manaus [aqui]

Emília Araújo – Politizar o tempo (d)no digital : o debate e a controvérsia sobre a “lei das 35 horas” [aqui]

Enrickson Varsori; Ana Melro; Lídia Oliveira – Jovens nos ecrãs: a fronteira invisível no quotidiano [aqui]

Joana Rocha – Desfocados – a distração programada da Internet em Nicholas Carr [aqui]

Kamila Bossato Fernandes – Nativos-digitais, mas nem tanto: um retrato do uso de ferramentas digitais por grupos de jornalismo alternativo brasileiros [aqui]

Liliana Vasques – Hacktivismo – a performance pós-humana do ativismo digital [aqui]

Lina Moscoso Teixeira & Ana Jorge – A Repercussão dos Media Alternativos no Ciberespaço: Estudo Comparativo das Páginas “Outras Palavras” e “O Corvo” [aqui]

Luís Pinto – Ver e aprender com o Crash Course: Novos paradigmas na transmissão de conhecimento online [aqui]

Marisa Mourão; Rita Sá; Rui Barros; Sílvia Burlacu – Crise dos refugiados no Twitter: As representações sociais e o papel dos influenciadores da rede [aqui]

Paulo Renato de Jesus – O caráter ético-político dos Cyberleaks: alta traição ou heroísmo moral? [aqui]

Pedro de Andrade – Comunicação da cibercultura: (in)visibilidades e visualidades dos e-atores sociais nos dispositivos digitais em hibrimédia [aqui]

Pedro Alves da Veiga; Mirian Tavares; Heitor Alvelos – Ecossistemas na blended-society: a experiência da média-arte digital [link]

Pedro Rocha – Análise da transposição da Realidade Aumentada para a realidade da sociedade tecnológica em 50 anos de cinema [aqui]

Sandra Bettencourt – Romances em “trans-ação”. Uma cibertextualidade pós-digital [aqui]

Sílvia Gomes & Rui Vieira Cruz – Futureal: crime e tecnologias convergentes em Psycho-Pass [aqui]

[Créditos da imagem: http://petermacintyre.weebly.com/]

Congresso de Cibercultura terá emissão em direto

Com o apoio dos Serviços de Comunicações (SCOM) da Universidade do Minho, o congresso contará com a transmissão em direto, em streaming, das sessões que vão decorrer na Sala de Atos do Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho.

O evento será transmitido na página home do Congresso de Cibercultura ou através desta ligação.

Nota importante:

  • Quem não utiliza o Internet Explorer em ambiente Windows pode visualizar a página abrindo no Windows Media Player o URL mms://streaming.uminho.pt/ics.
  • Quem utiliza sistemas Mac ou Linux pode instalar o VLC (http://www.videolan.org/vlc/) e usar igualmente o URL mms://streaming.uminho.pt/ics para visualizar a transmissão.

recording-studio-1231072

Programa do congresso já disponível para consulta

Estamos já muito próximos da realização do Congresso de Cibercultura, que decorre no Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho em Braga, na próxima semana, entre os dias 13 e 14 de outubro de 2016.

Deste modo, publicamos AQUI o programa do congresso, que inclui as sessões plenárias com os vários convidados e as paralelas, onde decorrem a apresentações das comunicações aprovadas pela Comissão Científica.

 

imagem-programa

Convidados do congresso de Cibercultura nas Sessões Plenárias

A Comissão Organizadora do Congresso de Cibercultura congratula-se com a presença de 15 convidados que, das mais variadas áreas do conhecimento, vão participar nas sessões plenárias e nas conferências de abertura e de encerramento. Para já, e ainda a título provisório, aqui ficam as informações genéricas sobre os convidados e o título das suas intervenções:

 

Lídia Oliveira – Universidade de Aveiro

Hiperconexão: o pensamento na era da canibalização do tempo

Luís Moniz Pereira – Universidade Nova de Lisboa

Cibercultura, simbiose e sincretismo

Patrícia Ferraz de Matos – Universidade de Lisboa

Redes Emaranhadas: Indivíduos, Coisas e Ideias em Circulação

Adérito Fernandes Marcos – Universidade Aberta

Média-arte digital: da centralidade do artefacto à transdisciplinaridade

Mário Vairinhos – Universidade de Aveiro

Museografia, Narrativa e Interatividade

Romy Castro – Universidade Nova de Lisboa

A Terra como Acontecimento”: a transdução como lógica da cibercultura. Passagens do excerto do filme “A Terra como Acontecimento

Carlos Correia – Universidade Nova de Lisboa

Literacias multimediáticas – como e porquê

António Machuco – Universidade do Porto

Uma panorâmica da cibercultura: da cibernética ao pós-humanismo

Emanuel Pimenta – Arquiteto, urbanista, pintor

Vinte Mil Pessoas em Órbita da Terra

Fabio La Rocca – Universidade Paul Valéry (França)

A condição tecno-digital do mundo: ecranologia e perceções sensíveis

António Câmara – Universidade Nova de Lisboa

Tipologia de Surpresas na Idade da Experiência

 

As conferências de abertura e de encerramento estarão a cargo de Philippe Joron (Universidade Paul Valéry – França) e José Bragança de Miranda (Universidade Nova de Lisboa), respetivamente.

Para consultar uma descrição sumária do percurso académico e profissional dos convidados, aceder aqui.